Como fazer uma foto de CV (by Inês Nascimento)

posted in: From Portugal, Society | 3

Recebi um e-mail da Inês que deveria partilhar com as restantes pessoas que me colocaram questões sobre CVs… ora aqui vai:

Ainda a respeito deste tema, resolvi “postar” aqui algumas dicas para uma boa fotografia de apresentação. Antes de mais, há que lembrar que qualquer foto que não seja EXCELENTE mais vale a pena não por no CV. Uma má foto pode arruinar as vossas hipóteses, uma foto assim assim pode dar uma impressão de pouca motivação ou falta de profissionalismo, uma foto demasiado formal pode dar uma impressão de “snobismo”, e por aí fora. Mas há uma coisa boa: é que quase toda a gente pode ter uma excelente foto no CV. Há exemplos online de boas fotos, vale a pena ver alguns.

Não nos podemos esquecer de que a foto tem de estar adaptada à posição. Fato e gravata é, no mundo tradicional, da finança, por exemplo, essencial; para uma posição de design não faz sentido nenhum. Ou seja, a primeira coisa a fazer é ver qual é o “uniforme” da área a que nos vamos candidatar. Se houver mais do que uma, deve haver mais do que uma foto – que eu aconselho de qualquer maneira. Pensem em tirar uma foto com vários tipos de roupa (com blazer/sem blazer, branco e preto/beije e vermelho), com uma expressão mais sorridente e outra mais séria, embora agradável, com o cabelo apanhado ou solto. Procurem optar por uma foto que não se distancie muito do vosso estilo pessoal – se bem que é muito melhor ter uma foto de camisa quando nunca se usam camisas do que parecer desleixado!! Se puderem ter estas fotos em preto e branco, ou seja, optimizadas para este formato, melhor. Muitas das candidaturas que vão mandar vão ser online e alguém as poderá imprimir- provavelmente, a preto e branco;

Se resolverem ir a um fotógrafo – e vale bem a pena gastar umas lecas numa boa foto – não se esqueçam de escolher alguém com olho e/ou experiência em fotos deste género. Não é uma foto para o passe e não é um book fotográfico, por isso vejam o trabalho do fotógrafo antes de tirarem as fotografias! E nunca saiam de lá sem estarem completamente satisfeitos. De preferência, levem alguém convosco em quem confiem. Às vezes é difícil rejeitar uma foto de CV medíocre, mas é relativamente fácil reconhecer uma que está excelente. Se resolverem tirar em casa – as minhas foram tiradas em casa e já foram gabadas várias vezes, por isso, é possível fazê-lo – precisam de excelente luz (escolham a hora do dia com mais luz e menos sombras), um fundo liso e claro (branco ou cinza claro é o melhor), uma boa máquina (uma máquina digital chega, mas que seja boazinha…), alguém em quem confiem para estas coisas e pelo menos hora e meia, senão duas horas e meia para a sessão! Quanto à indumentária, escolham roupas de cores neutras e/ou primárias. Para eles: fato e gravata (o tradicional), blazer de fato só com camisa (muito mais relaxado), camisola de gola alta (para áreas específicas, não tradicionais). Escolham cores que favoreçam os vossos olhos e/ou cabelo, e certifiquem-se de que os ombros do blazer vos ficam bem (ombros muito largos podem fazer a vossa cabeça parecer muito pequena, ombros apertados podem parecer repuxados). Para elas: casaco de blazer e camisa, só camisa ou blusa clássica, em cores que realcem os vossos olhos e/ou cabelo, neutras e/ou primárias e com pouco decote (mas que vos favoreça – bicudo para pescoços mais curto, chegado a cima ou com lenço para pescoços mais comprido, etc).Uma nota de cor mais aberta (azul forte, rosa forte, vermelho) é perfeitamente aceitável e dá um cunho de personalidade à fotografia. Acessórios: o tradicional é brincos pequenos, tipo pérola ou dentro do género e/ou uma volta com ou sem pendente, mas de design simples e clássico. Dependendo da área, e da vossa personalidade, podem usar acessórios um pouco mais ousados, mas sempre com moderação e elegância. Podem usar um lenço se vos ficar muito bem, mas design simples e de preferência para áreas menos tradicionais. A postura é extremamente importante: costas direitas como um fuso, pescoço alongado, ombros no sítio certo, uma posição a 3/4 e olhos na câmara. Há algumas variantes desta posturas muito interessantes, mas essas ficam para os profissionais.

Antes de fazer a fotografia, tomem um duche, façam o cuidado diário da pele, maquilhem-se (sim, os senhores também podem usar um bocadinho de corrector para esconder uma ou outra imperfeição, um creme hidratante evita brilhos esquisitos na pele, e poupa montes de trabalho no Photoshop; as senhoras devem usar uma maquilhagem muito discreta), penteiem-se (podem usar um pouco de creme para o cabelo, que ajuda muito a evitar cabelos no ar, que demoram depois HORAS a ser corrigidos no Photoshop…) e vistam-se a rigor (da cintura para cima, pelo menos). E divirtam-se! Quando tiverem as fotosgrafias, seja no fotógrafo, sejam caseiras, em princípio terão de ser retocadas no Photoshop. Mas aqui é como na maquilhagem: as correcções devem ser invisíveis e perfeitamente plausíveis.

Este acabou por ser um post maior do que o esperado… Mas espero que seja útil. Boa sorte!

3 Responses

  1. Tenho pouco ou nada a acrescentar ao que a Inês já disse… Apenas uma questão de opinião.
    Na questão da foto, acho que deveriamos aproximar mais do conceito americano. Ou seja uma despersonalização do CV. Tudo pode servir para descriminar o/a candidata… até a foto. No entanto a realidade é diferente, e na Europa o standard é ter foto no CV. Eu acho que deveriamos retirar (todos) a foto do CV… a menos que seja explicitamente pedido ou que o trabalho exiga uma apresentação pessoal decente, como a Inês já referiu.
    No entanto, havendo uma foto presente, todos os avaliadores irão olhar, e julgar… se a moça é bonita tem mais hipoteses, se não é menos… se o rapaz é apresentável, será mais agradável trabalhar com ele, se aparenta desleixado vai ser julgado como tal. É uma realidade humana, que não podemos fugir… é uma realidade que por mais imparcial que se queira ser, não é possível a 100%. Porque a foto está lá.
    Quando temos 2 candidatos aparentemente iguais… só muda a foto… vai ser isso que irá colocar um no topo da lista ou um pouco mais abaixo.

    Depois deste desabafo, posso acrescentar uma coisa na foto processada pelo photoshop. Por favor, tenham muito cuidado com isso, e peça ajuda profissional, mesmo profissional. Tenho um amigo alemão, louro e de pele clara, de depois do fotografo trabalhar a foto dele parecia um dos gajos do Jersey shore. Com solário de photoshop e tudo!
    Simples, concreto e verdadeiro… K.I.S.S. Keep it simple stupid. É tudo o que tenho a dizer.

    • Subscrevo inteiramente!
      Um fotógrafo fez isso? Um fotógrafo profissional? Valha-me Deus!!

      • Yup…. eu ajudei a desfazer o efeito… mas acho que não fiz um trabalho assim tão bom. Mas ficou menos obvio e não pareceu como um desenho animado.

Leave a Reply